segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Análise do texto "A última crônica"

  No texto "A última crônica", o autor Fernando Sabino começa mostrando, aparentemente, uma rotina que foi modificada por um acontecimento  - um aniversário - comemorado de maneira diferente, inusitada.Utilizou os elementos de uma narrativa, descrevendo o lugar dos fatos (" a caminho de casa, entro num botequin da gávia "), apontando o tempo (" mais um ano nesta busca"), narra em primeira pessoa (" assim, eu quereria a última crônica") e evidencia as personagens (" um casal de pretos"/ "a negrinha") que são seres reais.
  Escreveu o texto em primeira pessoa, transmitindo a impressão de que realmente viveu a situação.Ele se posicionou em relação á cena, demonstrando sua sensibilidade, seus sentimentos (" perco a noção do essencial") / a ("assim eu quereria a última crônica, pura como esse sorriso").
  A crônica leva-nos forçosamente a uma reflexão, quando nos emocionamos com a cena descrita: Uma família humilde, mas que não deixa a dura realidade da pobreza afetar o amor, o carinho familiar.
  O título é interessante, porque ele "joga" com as palavras.Comprovo no desfecho que não é a última crônica.
  Um excelente texto, pois nos leva a pensar nas questões sociais e familiares.

2 comentários: